quarta-feira, 8 de julho de 2015

ALIEN DAY — Extraterrestrial (2014)

"My babes, they took my babes!"

Então, lá está você e alguns amigos que decidem ir passar o fim de semana numa casa de campo. Depois de um pedido de casamento negado e um pouco de bebida alcoólica, no meio de uma discussãozinha, você vê uma bola de fogo caindo do céu. Pela região, uma mulher está desaparecida. Ela sumiu com praticamente uma cabine de telefone inteira no meio de um posto de gasolina, do qual, pela câmera de segurança só se pode ver algo sendo puxado pra cima. Animais foram atacados, sendo deixados pra traz com cortes simétricos em sua carne. O que você faz?

a) Você liga para as autoridades.

b) Você pega o carro, vai embora só pra ter certeza que aquilo não te afetará de alguma maneira.

c) Você pega o carro, coloca todos os seus amigos dentro e vai lá dar uma espiada no que é, afinal, não é sempre que uma bola de fogo cai do céu.



Se sua resposta foi letra c, parabéns. Esse é seu filme. Pois bem, é mais ou menos isso que acontece em Extraterrestrial, porque digamos que não tem nada mais clichê pra se fazer a respeito. 

Voltando ao Extraterrestrial, ao chegarem ao local do acidente eles encontram uma nave espacial, aparentemente vazia e pegadas seguindo na direção da sua cabana.



Eles decidem voltar para a cabana e se proteger de seja lá o que tenha saído daquele estranho objeto voador não identificado. Ao voltar pra casa de campo, eles travam as portas, janelas e esperam o dia chegar pra poderem saírem logo dali. Só que eles não contavam que o piloto daquela nave fosse parar na porta deles. Ao irem ao porão, encontram uma .12 (item mais comum em casas americanas, segundo filmes) e April (a típica personagem que caçava com o o pai na infância) acaba atirando na criatura que tentava entrar pela porta de vidro.


Após encontrarem o alienígena na piscina, decidem partir na mesma hora. O que eles também não esperavam é que o piloto tinha amiguinhos.


Olho por olho, dente por dente, habitante por habitante? E aqui temos nossa primeira obdução, que para um filme que não é levado muito a sério no começo, é uma das melhores que eu já vi. Terra tremendo, luzes vermelhas e aquele pézinho começa a sair do chão, blocos de terra flutuam ao redor e boom, sugada pra dentro de um modo lindo. Ótimo jeito de partir pra outra.


Para melhorar a situação (ou piorar, caso você seja um personagem) os aliens tem controle da mente. Isso, meu caro cosmonauta, eles podem entrar dentro na sua mente e obrigar você a fazer o que eles bem entenderem. Nessa cena, eles controlam a mente de um policial que descobre que sua esposa, que desapareceu a anos atrás foi levada por eles, obrigando-o a atirar em seu colega e em sua própria cabeça. Fenomenal.

Depois dos nosso amiguinhos abduzirem uma boa parcela de gente, e matar outra boa parcela é hora de dar tchau. Eles por último levam Kyle, namorado da April (que pediu ela em casamento) e o que ela faz? Implora para eles voltarem e levá-la também.


Como nossos aliens são ótimos visitantes, bem, eles voltam e levam April como fizeram com Kyle e ela se encontra dentro de uma espécie de colmeia.



April encontra Kyle, e após os aliens os encontrarem os enviam de voltam a terra, como se nada tivesse acontecido.
Nesse momento você pensa, "aí, ques aliens mais fofos, devolveram o casalzinho limpos e abraçados, owwnt que belo final" ou "mano, que m*rda do car*lho, porque que os aliens devolveram esses caras, devia ter colocado sonda anal e tacado o f*da-se". Mas a questão é, quem disse que esse é o final? Depois de alguns minutos de felicidade e amorzinho, você realmente acha que o filme vai acabar, porém...




Boom, vem o governo e decide acabar com a festinha dos pombinhos. O governo tinha um acordo com os visitantes, e acabam com qualquer vestígios que se quer um dia os aliens tiveram aqui. 

E é por esse motivo que Extraterrestrial é o estreante da Alien Week. No dia 8 de julho de 1947, em Roswell, o jornal Roswell Day, publicou na primeira página a notícia que a Força Aérea dos Estados Unidos da América havia tomado posse de destroços de uma nave espacial. Desde então, inúmeras teorias sobre foram divulgadas e deu-se o inicio da ufologia.


Seth, foi um dos personagens que eu mais gostei em Extraterrestrial. E podemos aprender muito com ele a como sobreviver a uma invasão extraterrestre.


1- Seja preso.

 
Porque ser preso numa invasão alien não tem preço.

2- Quando for tentar ser abduzido, algeme-se em uma árvore.

 Podem te levar, mas uma parte de você sempre permanecerá.

3- Tenha algum tipo de relacionamento com os visitantes.

Nem que seja involuntário.

Então, caros espécimes que saíram do útero de uma mulher por causa de um maldito android, essa foi a primeira parte da nossa Alien Week.

Notas:

1- Deu mó canseira fazer tudo isso, espero que tenham gostado.
2- Deixe seu comentário, like, +, compartilhe e evite visitantes indesejados.
3- Resolvi fazer um post bem mais informal, e provavelmente vai continuar assim daqui pra frente.


2 comentários:

  1. Pensei que o final fosse ali e já estava totalmente de acordo com a ideia de "colocar a sonda anal e tacar o foda-se", mas o final parece ser ainda mais interessante. Parabéns pelo post, ficou bastante divertido!

    ResponderExcluir
  2. Adorei a descontração da análise, resumiu muito bem o filme!

    ResponderExcluir